13/03/2019 às 14:24 Dicas Casamento

Planejamento financeiro para casar

262
2min de leitura

Casamento vai muito além do "viveram felizes para sempre". Decidir compartilhar o resto de sua vida com outra pessoa é algo incrível, mas requer comprometimento verdadeiro, dedicação, trabalho duro e planejamento, inclusive financeiro!

Quando chegar o momento de dar esse grande passo em suas vidas, antes de decidir o "quando" vocês precisarão decidir o "como". Para ajudar nisso, listei nesse artigo quais são os pontos que vocês devem considerar para criar um bom planejamento, evitando grandes frustrações e estresse. 

Devemos ficar noivos por quanto tempo?

Isso depende do tamanho da festa que vocês querem realizar para comemorar a união, quanto vocês já tem de dinheiro ou se vocês pretendem guardar, e ainda depende de como vocês querem começar a vida a dois. 

Tamanho da festa

Antes de definir o tamanho da festa, faça uma pré-lista de convidados apenas com os nomes de quem verdadeiramente não pode deixar de comparecer. Familiares mais próximos e amigos que são presentes da vida do casal costumam ser a prioridade. 

Uma festa pequena, que também é chamada de Mini Wedding, tem um gasto médio de R$15.000. Uma festa tradicional de porte médio costuma custar em torno de R$30.000 e uma festa grande e vislumbrante tem um custo médio de R$50.000 a R$100.000. 

O que define o tamanho da festa?

Quantidade de pessoas, local, data e época do ano, estilo de buffet e de entretenimento são os pontos que tornam uma festa pequena, média ou grande. E por consequência, influenciam diretamente nos custos. 

Artigo relacionado: Casamento Minimalista - como fazer

Quer pagar até quando? 

Essa é uma das primeiras perguntas que o casal precisa se fazer. Se vocês vão parcelar os gastos, querem pagar até quando? Lembre-se de calcular os gastos que virão pós-casamento, coisas que vocês pretendem adquirir, sonhos que pretendem realizar. 

Se decidir parcelar, quanto vão pagar de juros? compensar poupar por um tempo e dar entrada? 

Planos pós-casamento

Onde vão morar? Vão mudar de cidade? emprego? pretendem ter o primeiro filho no primeiro ano de união? Com isso, tem aluguel, carro novo, mais gastos com transporte?

É importante pensar muito bem em tudo isso antes. Caso contrário, gastos incalculados da festa podem comprometer os planos pós casamento e causar grandes frustrações. 

Pensando da mobília da nova casa e dos eletrodomésticos, parte dos custos pode ser dissolvido na lista de presentes do casamento. 

Outro ponto importante para citar aqui é a necessidade de uma reserva de emergência. Até então, o casal tem sua vida financeira separada, individualizada. Com o casamento, é importante entender que a família é uma só e deve ter uma vida financeira própria: o dinheiro da família. Quando falamos em reserva de emergência, se trata de uma quantia de dinheiro que pode custear a vida de vocês por 1 ano. 

Custos que não podem ficar de fora

Existem aqueles custos que de fato não podem ficar de fora: 

- Fotografia 

- Filmagem 

- Buffet 

- Música

- Lua de mel 

13 Mar 2019

Planejamento financeiro para casar

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

casamento casamento sem dinheiro dinheiro para casar Eliane Peroto finanças fotografia de casamento planejamento financeiro

Quem viu também curtiu

18 de Jan de 2017

Casamento ao ar livre: TOP 5 melhores lugares do interior de SP

04 de Jul de 2018

TOP 8 locais para se casar ao ar livre no interior de SP

29 de Mai de 2019

Novidades e tendências para 2020 - evento Casar!

Olá, em que podemos ajudar? Sinta-se a vontade em me chamar no Whats.
Logo do Whatsapp